segunda-feira

"All You Zombies..."

Uma menininha é misteriosamente abandonada num orfanato em Cleveland em 1945. “Jane” cresceu solitária e deprimida, sem saber quem são seus pais, até que, num dia de 1963, sente-se estranhamente atraída por um vagabundo. Apaixona-se por ele. Mas, exatamente quando as coisas estão finalmente melhorando para Jane, uma série de desastres acontecem. Ela engravida do vagabundo, que em seguida desaparece. Durante o complicado parto, os médicos descobrem que Jane possui os dois sexos e, para lhe salvar a vida, são obrigados a converte-la cirurgicamente em “ele”. Por fim, um estranho misterioso seqüestrou seu filho da sala de parto.
Recuperando-se desses desastres, rejeitada pela sociedade, desdenhada pela sorte, “ele” se torna um bêbado e um vagabundo. Além de perder os pais e o amado, Jane perdeu também o filho. Anos mais tarde, em 1970, ele entra por acaso num bar ermo, chamado Pop’s Place, e derrama sua patética estória sobre um idoso garçom. O compassivo garçom oferece ao vagabundo a oportunidade de se vingar do estranho que a deixara grávida e a abandonara, com a condição de que ele ingressasse no “corpo dos viajantes no tempo”. Os dois entram na máquina, e o garçom conduz o vagabundo a 1963. O vagabundo se sente estranhamente atraído por uma jovem órfã, que em seguida engravida.
O garçom avança então nove meses, seqüestra a menininha do hospital e a deixa no orfanato nos idos de 1945. Depois o garçom deixa o vagabundo inteiramente confuso em 1985, para que ele se aliste no corpo dos viajantes no tempo. O vagabundo acaba por ajeitar sua vida, torna-se um membro respeitável e veterano do corpo dos viajantes no tempo e então se disfarça de garçom de bar e enfrenta sua mais difícil missão: um encontro com o destino, topando com certo vagabundo no Pop’s Place em 1970.

do conto Robert Heinlein.


Linha de mundo de Jane. Posted by Hello

quarta-feira


A região proibida Posted by Hello

Nosso espaço-tempo quadridimencional


A nossa definição de linha de mundo foi retirada do livro “hiperespaço” de Michio Kaku e o conceito original foi desenvolvido por Einstein. Com a ajuda do conceito de linha de mundo podemos abordar diversos assuntos.
O cosmólogo Russo George Gamow é famoso por abordar o trabalho de Einstein com senso de humor e imaginação e inclusive intitulou apropriadamente sua autobiografia de “minha linha de mundo”.
No exemplo anterior, se alguém nos criticar por nosso ócio, podemos afirmar com razão que, segundo a teoria da relatividade de Einstein, estamos traçando uma linha de mundo no nosso espaço-tempo quadridimencional.
Observe também que há uma região proibida em nossos diagramas em que nossa linha de mundo não pode entrar porque teríamos de nos deslocar numa velocidade maior que a da luz.

segunda-feira


No canto esquerdo inferior está a sua casa e no canto direito superior está o seu escritório.
 Posted by Hello

terça-feira

Você sabe o que é uma linha de mundo?


Digamos que um dia, o seu despertador acorde você às 8 horas da manhã, e você resolva passar a manhã na cama em vez de ir trabalhar. Embora pareça que você não esta fazendo nada preguiçosamente na cama, você esta na verdade traçando uma “linha de mundo”.
Num gráfico se colocarmos “distância” (na escala horizontal) e tempo (na escala vertical) e se simplesmente você ficar na cama de 8 horas ao meio-dia, sua linha de mundo é uma linha reta vertical. Você avançou 4 horas em direção ao futuro, mas não percorreu nenhuma “distância”.
Supondo que finalmente você saiu da cama ao meio-dia e chegará ao trabalho 1 hora da tarde, sua linha de mundo ficará oblíqua (inclinada) por que você está se movimentando tanto no espaço quanto no tempo.
Se você for trabalhar de carro, chegará mais rápido ao escritório, às 12:30 horas e sua linha de mundo ficará mais oblíqua. Isso significa que quanto mais depressa viajamos, mais nossa linha de mundo se desvia da vertical.
Nossa linha de mundo nunca realmente começa ou acaba. Mesmo quando morremos, as linhas de mundo das moléculas de nosso corpo continuam a se dispersar no ar ou no solo, mas irão traçar suas intermináveis linhas de mundo. De maneira semelhante, quando nascemos, as linhas de mundo das moléculas que vêm de nossa mãe se fundem num bebê.
As linhas de mundo não se rompem nem aparecem do nada em ponto algum. Nossa linha de mundo sintetiza toda a nossa história, do nascimento a morte.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?