segunda-feira

"All You Zombies..."

Uma menininha é misteriosamente abandonada num orfanato em Cleveland em 1945. “Jane” cresceu solitária e deprimida, sem saber quem são seus pais, até que, num dia de 1963, sente-se estranhamente atraída por um vagabundo. Apaixona-se por ele. Mas, exatamente quando as coisas estão finalmente melhorando para Jane, uma série de desastres acontecem. Ela engravida do vagabundo, que em seguida desaparece. Durante o complicado parto, os médicos descobrem que Jane possui os dois sexos e, para lhe salvar a vida, são obrigados a converte-la cirurgicamente em “ele”. Por fim, um estranho misterioso seqüestrou seu filho da sala de parto.
Recuperando-se desses desastres, rejeitada pela sociedade, desdenhada pela sorte, “ele” se torna um bêbado e um vagabundo. Além de perder os pais e o amado, Jane perdeu também o filho. Anos mais tarde, em 1970, ele entra por acaso num bar ermo, chamado Pop’s Place, e derrama sua patética estória sobre um idoso garçom. O compassivo garçom oferece ao vagabundo a oportunidade de se vingar do estranho que a deixara grávida e a abandonara, com a condição de que ele ingressasse no “corpo dos viajantes no tempo”. Os dois entram na máquina, e o garçom conduz o vagabundo a 1963. O vagabundo se sente estranhamente atraído por uma jovem órfã, que em seguida engravida.
O garçom avança então nove meses, seqüestra a menininha do hospital e a deixa no orfanato nos idos de 1945. Depois o garçom deixa o vagabundo inteiramente confuso em 1985, para que ele se aliste no corpo dos viajantes no tempo. O vagabundo acaba por ajeitar sua vida, torna-se um membro respeitável e veterano do corpo dos viajantes no tempo e então se disfarça de garçom de bar e enfrenta sua mais difícil missão: um encontro com o destino, topando com certo vagabundo no Pop’s Place em 1970.

do conto Robert Heinlein.

Comments:
bizarro! O cara é filho dele com ele mesmo! Égua! Claro que essa história insólita seria impossível por não possuir um começo, mas eu adoro essas viagens. E essa é, até certo ponto, bem consistente.
 
Égua Chris, mooooooooooooito du caralho esse conto!! Eu adoro esse tipo de leitura! Aliás, eu só leio essas viagens tortas... :O)
Sempre visitarei o teu blog. Quem diria, VC com um blog... Rsssss. O Ulisses já sabe disso? Deve achar uma besteira, né? Um dia ele vai estar por aki tb...
Ei, como vc consiguiu essas estórias? Terias como me emprestar o livro ou me dá o site q vc retirou o texto? Vou adorar!
Mande notícias, querido, tenho saudades de vc!
Um grande beijo da sua sempre amiga

Joanna Morissette (http://alanisnm.flogbrasil.terra.com.br)
 
Pouxa, Chris!!
Eu postei aki bem bonitinho os coments, mas n sei prq esse caralho n gravou... :O( Agora eu siskeci di tudim... :O( Só te digo q axei uma viagem muito torta esse conto, e keria saber onde vc aranjou isso? Eu tb kero! :O)
Dps eu volto...

Joanna Morissette (http://alanisnm.flogbrasil.terra.com.br)
 
Porra, agora apareceu o comentário... E certamente, esse aki tb vai aparecer, égua, ninguém merece uma internet mole... :OP

Beijins di novo.
 
Ei, JEB, O Sombra se comunicando. Aí, valeu por postar essa resenha. Já tinha lido sobre essa história num livro do Asimov, NO MUNDO DA FICÇÃO CIENTÍFICA. Mas a história é mais legal do que esperava. Achei o conto in english, gostaria de saber se ele existe em portuga. Ele deixa Efeito Borboleta no chinelo. Para quem quiser em gringo mesmo (talvez c queira , Joanna): http://www.polvoestelar.com.mx/babilonia/Libros/Robert%20A.%20Heinlein/Robert%20A.%20Heinlein%20-%20All%20You%20Zombies.pdf
T+, Longos dias e belas noites!
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?